Construção tradicional ou sustentável?

Construção tradicional ou sustentável?
maio 24 22:14 2011 Imprimir Este artigo

A preocupação com o meio ambiente fez diversos construtores, empresários e consumidores finais mudarem seus conceitos na hora de construir ou reformar. Entretanto, a realização de procedimentos sustentáveis pode tornar mais custoso o valor final da obra, pesando, assim, no bolso do construtor. Qual, então, pode ser a melhor alternativa para aliar sustentabilidade, recursos financeiros e deixar o custo-benefício atrativo?

Levantamento realizado pela ONG GBC-Brasil – Green Building Council Brasil, revela que 23 empreendimentos receberam o certificado Green Building no ano passado, comprovando que as obras avaliadas cumprem os requisitos de sustentabilidade previstos pelo selo verde internacional Leed – Leadership in Energy and Environmental Desing.

Além disso, 211 construções encerraram 2010 em processo de certificação. Com este resultado, o Brasil fica na 5ª posição no ranking dos países que possuem maior número de construções sustentáveis (atrás de Estados Unidos, Emirados Árabes Unidos, Canadá e China).

 

Residencial Jacarandá - Projeto da Laguna Arquitetura e Construção

Para Hernando Laguna, diretor de planejamento da Laguna Arquitetura e Construção, “estes resultados mostram a conscientização dos empresários, construtores e consumidores brasileiros em relação ao meio ambiente. A consolidação do país com as obras sustentáveis, mostra que estamos no caminho certo: o de reutilizar e repensar nossa forma de atuar”.

Entretanto, algumas fases de um projeto podem confundir a cabeça e as decisões na hora de reformar e/ ou construir. “Seja sustentável ou tradicional, algumas etapas da construção exigem cuidado redobrado dos construtores, a fim de evitar desperdícios e retrabalho. Em alguns casos, utilizar materiais sustentáveis pode tornar a obra mais cara, além disso, não existe ainda na ‘linha verde’ um leque de produtos como existe na construção tradicional”, afirma Laguna.

Laguna enumera alguns itens sustentáveis e seus respectivos custos para os construtores ou consumidores ficarem atentos na hora de construir ou reformar:

Baixo custo: utilize pisos e madeiras que possam ser lavados; opte por lâmpadas de alta eficiência; separe os lixos para serem reciclados; dinamize o projeto para que o imóvel possa aproveitar ao máximo a luz solar;

Médio custo: utilize torneiras e peças sanitárias de baixa vazão; implante um sistema de aquecimento solar da água; automatize a iluminação dos ambientes, isso evitará desperdícios;

Alto custo: tratamento total da águas das chuvas e do esgoto; utilize vidros insulados e reutiliza as águas em sanitários.

Hernando Laguna é diretor de planejamento da Laguna Arquitetura e Construção

 

veja mais artigos

Sobre o Autor

Redação Reforma Fácil
Redação Reforma Fácil

Apresentar tudo que possa facilitar a vida de quem vai reformar, construir ou decorar, ajudando a tornar a empreitada bem sucedida com um grande volume de informações de projetos, produtos, serviços e obras.

Ver Mais Artigos
Escrever um comentário...

Nenhum Comentário

Seja o primeiro a comentar. Vamos adorar!

Você pode ser o primeiro a escrever um comentário .

Adicionar um comentário

Seus dados estarão seguro! O seu endereço de email não será publicado. Outros dados também não serão compartilhados com terceiros.
Todos os campos são obrigatórios.