Reformas: como manter a calma e o ambiente organizado?

by Redação Reforma Fácil | 24 de janeiro de 2013 15:00

Reformas, quase sempre, causam intensas dores de cabeça, seja devido ao alto custo dos materiais, mão de obra, atrasos, bagunça, sujeira, danos aos móveis e pisos ou ao não cumprimento do prazo por parte dos trabalhadores contratados.

É por essas e outras que muitas pessoas arriscam-se em realizar os pequenos reparos de forma independente. Mas, é aí que mora o perigo. Em qualquer caso, para qualquer serviço, a decisão mais sensata é procurar um profissional especializado para que os resultados finais sejam realmente satisfatórios.

Independente do custo, na maioria dos casos, investir em mão de obra especializada é a melhor saída. Por isso, se deseja uma reforma calma e sem aborrecimentos, existem algumas medidas que podem ajudar bastante a deixar esse período de transição mais suportável. Quer saber mais? Vejamos algumas dicas a seguir:

Planejamento

Para dar o pontapé inicial na obra o principal a ser feito é preparar um planejamento bem detalhado sobre todos os gastos e itens necessários para os reparos. Pôr no papel quanto do orçamento total se pode usar, a quantidade de materiais e profissionais a contratar, quanto tempo a obra deve durar e demais despesas, tudo isso faz parte e deve ser anotado.

Faça uma lista do que será necessário comprar. Geralmente, durante obras e reformas, kits de ferramentas, para pintura e pequenos reparos devem ser adquiridos. A compra destes itens é bastante vantajosa porque estes materiais poderão ser usados futuramente durante o dia a dia.

Além disso, para que o andamento da obra seja tranquilo será necessário manter os pés no chão e distribuir bem a verba disponível entre os gastos. Dessa forma, eliminam-se os riscos de investimentos excessivos na reforma. Algo que também ajuda bastante na hora de economizar na reforma é pesquisar entre diferentes empresas e companhias o preço de materiais e mão de obra. Assim, você pode optar entre algo mais acessível e que seja ao mesmo tempo de qualidade.

Ainda antes de começar a reforma, vale guardar em cestas organizadoras ou em prateleiras todos os objetos que ficam no cômodo a ser restaurado. Dessa forma, as peças ficam protegidas da poeira e não ficam expostas a riscos como cair no chão, batidas e arranhões.

Em pequenos armários, é possível guardar diferentes objetos mantê-los a salvo da bagunça e dos acidentes que até mesmo as menores reformas podem causar. Assim, evita-se também que artigos decorativos, por exemplo, se percam durante a reforma ou que quebrem com o empurra-empurra dos móveis.

Acompanhar todas as etapas da reforma desde o projeto, planejamento e execução, faz toda diferença. (Foto: Divulgação)

Acompanhar todas as etapas da reforma desde o projeto, planejamento e execução, faz toda diferença. (Foto: Divulgação)

Início

Comece a reforma sempre pelo mais difícil, que no caso são os reparos na rede hidráulica e demolições nas paredes. Mas nem por isso você deve anular a circulação e movimentação em sua própria casa ou apartamento.

Para ir e vir sempre que quiser, reserve a porta dos fundos para a entrada dos trabalhadores e materiais de construção. Assim, a passagem sempre estará livre para você e quem mais precisar entrar em seu imóvel. Exatamente nesta etapa, tome cuidado ao se desviar um pouco do planejamento para reformar outras pequenas coisas que não estavam previstas, pois este é o principal motivo dos estouros de orçamento. Mantenha o foco!

Conclusão

Depois de finalizada a reforma, verifique se tudo está de acordo com o combinado, se os reparos estão corretos e se cada detalhe está de acordo com o desejado. Se há um momento para exigir que o serviço seja refeito, é agora. Com bom senso tudo se ajeita. Por isso, ajudar quem quer que seja o responsável pela reforma com gestos de solidariedade e compreensão pode tornar a obra muito mais suportável e igualmente eficiente.

Este conteúdo é um oferecimento do Magazine Luiza ao Reforma Fácil.

Source URL: http://reformafacil.com.br/arquitetura/reformas-como-manter-a-calma-e-o-ambiente-organizado/