Dicas de manutenção de aquecedores de água a gás

Dicas de manutenção de aquecedores de água a gás
setembro 30 11:52 2010 Imprimir Este artigo

Os aquecedores de água a gás garantem conforto em dias de frio. Porém, para que esse conforto esteja sempre à mão, são necessários alguns cuidados na manutenção do produto. Confira a seguir dicas para que seu aquecedor fique sempre em ordem e garanta um bom funcionamento.

Para as residências que contam com aquecedores de água a gás, a Bosch, empresa que possui vasta linha de modelos do produto, sugere que a manutenção preventiva seja realizada anualmente e por profissionais qualificados, pois os aquecedores podem ter o funcionamento comprometido devido a alguns fatores, como exaustão deficiente, pilhas fracas, baixa pressão de água ou do gás.

O trocador de calor, por exemplo, é responsável por transmitir a energia térmica da combustão para a água. Caso ele esteja sujo, afetará sua eficiência e a temperatura final da água estará comprometida. Ou seja, haverá a sensação que o equipamento não está aquecendo suficientemente a água.

A pressão/vazão do gás é outro item que deve ser vistoriado. Em caso de baixa pressão, haverá uma queda na potência do aquecedor que será sentida por meio da redução da temperatura e, consequentemente, da vazão da água. No caso de alta pressão, a potência do aquecedor aumentará, mas desordenadamente, o que compromete a qualidade da combustão (aumento do nível de emissões), o rendimento do produto e a vida útil do trocador de calor.

Outro item que merece atenção é a ducha. Caso a saída da ducha esteja obstruída (suja), a vazão de água será reduzida, o que ocasionará menor pressão da água. Também é importante verificar se a quantidade dos pontos de consumo é compatível com a capacidade de vazão total do aquecedor. Caso contrário, o usuário terá a impressão que o aquecedor não envia água suficiente para as duchas.

Quem possui um aquecedor de 25 l/min e duas duchas de 20 l/min e quiser usá-las simultaneamente, não terá água quente necessária para abastecer os dois pontos, pois a somatória da vazão total das duas (40 l/min) é bem superior que a vazão do aquecedor. Neste caso, é necessário utilizar limitadores de vazão nas duchas, diminuindo o escoamento da água em 12,5 l/min em cada ponto, o que possibilitaria a utilização das duchas simultaneamente ou trocar o aquecedor por um de maior potência. Para evitar este tipo de problema e outros comuns decorrentes de instalação, antes de adquirir um aquecedor a gás é importante procurar um profissional qualificado. Ele saberá indicar o melhor produto para atender as necessidades em relação ao correto dimensionamento do produto (vazão, quantidade de pontos etc) e adequação do ambiente onde o equipamento será instalado (exaustão, ventilação, pressão de água e gás).

veja mais artigos

Sobre o Autor

Redação Reforma Fácil
Redação Reforma Fácil

Apresentar tudo que possa facilitar a vida de quem vai reformar, construir ou decorar, ajudando a tornar a empreitada bem sucedida com um grande volume de informações de projetos, produtos, serviços e obras.

Ver Mais Artigos
  1. glberto Corlho
    outubro 30, 16:50 #1 glberto Corlho

    Boa tarde,

    tenho uma cobertura com 3 benheiros e 8 pontos d’AGUA.

    QUAL SERIA O AQUCEDOR INDIADO?

    Somo tres pessoas.

    abrac,
    Giba.:

    Responder este comentário

Adicionar um comentário