Limpeza Geral De Obra: Normas Gerais De Execução

junho 01 21:48 2008 Imprimir Este artigo

A obra será entregue em perfeito estado de limpeza e conservação; deverão apresentar funcionamento perfeito todas as suas instalações, equipamentos e aparelhos, com as instalações definitivamente ligadas às redes de serviços públicos (água, esgoto, luz e força, telefone, gás etc.).

Todo o entulho deverá ser removido do terreno pela Empreiteira; entretanto, para efeito de orçamento, tal serviço deve considerar-se incluído na taxa de Benefícios e Despesas Indiretas (B.D.I.).

Serão lavados convenientemente e de acordo com as especificações, os pisos de cerâmica, mármore, granilite, cimentado, bem como os revestimentos de azulejos, pastilhas, pedras e ainda, aparelhos sanitários, vidros, ferragens e metais, devendo ser removidos quaisquer vestígios de tintas, manchas e argamassa.

A aplicação de resinas e vernizes sintéticos em pisos de madeira só será permitida quando a madeira estiver seca.

No caso de tacos aplicados com cola, o assoalho de tábuas, deve-se empregar verniz sintético em lugar de resina.

Durante o desenvolvimento das obras, será obrigatória a proteção dos pisos de mármore e granilite recém concluídos, com estopa e gesso, nos casos em que a duração da obra ou a passagem obrigatória de operários assim o exigirem.

A proteção mínima consistirá da aplicação de 1 demão de cera incolor.

Procedimentos usuais

1.     Material cerâmico

a)     A Limpeza de todas as  superfícies revestidas ou pavimentadas com material cerâmico deverá  ser feita com água e sabão ou com o emprego de outros materiais de  remoção, recomendadas pelos fabricantes dos materiais de  revestimento ou pavimentação.
b)     Só deverão  ser empregadas soluções de  soda cáustica, potassa ou acido clorídrico, numa proporção de uma parte de ácido, para 3 a  6 partes de água, quando o material cerâmico, lavado com água e sabão não ficar completamente limpo.
c)     Após a adaptação de soluções químicas nos pisos cerâmico ou revestidos do mesmo material, os mesmos deverão ser lavados com adequado e abundante aplicação de água limpa.

2. Marmorite ou Granilite

a)     Depois de feito o último polimento com esmeril adequado  as superfícies deverão ser lavadas ,  secas e  enceradas com duas demãos de cera branca comum e posteriormente lustradas até ser atingido, o  brilho  total.
b)     O polimento de rodapés e peitoris deverá, ser  feito  manualmente..
c)     Não, deverão ser aplicados agentes químicos

3. De Mármores e Granito Polidos

a) Após a correção de quaisquer defeitos  de polimento, as superfícies deverão ter tratamento idêntico aos revestimentos de marmorite ou granilite.

4.     De Tacos de Madeira,  Frizos ou Parquês

a)    A limpeza  dos pisos de madeira só será feita  após concluídos os serviços de colocacão de rodapés e esquadrias e de pinturas, exceto rodapés.
b)     As  tabeiras  deverão ser, igualmente, trabalhadas à máquina
c)     Os  trabalhos serão os  seguintes:
Raspagem com emprego sucessivo de lixas grossas e finas
Calafetagem com massa de gesso e óleo de linhaça
Raspagem dom lixa  fina
Impregnação superficial com estopas embebidas em óleo
Primeira demão de cera, sem brilho
Raspagem com palha de aço
Enceramento normal com duas ou três demãos de cera ou outro acabamento especial que for determinado.
5. De  Pó de Pedra  e Cantaria

a) As superfícies deverão ser lavadas com solução de ácido muriático na proporção de uma parte de ácido para cinco partes d’água

6. De Cimentados Lisos ou Ásperos

a)    As superfícies deverão ser limpas e  lavadas com solução de ácido muriático na proporção de uma parte de ácido para cinco partes d’água

7. Ferragens e Metais

a)     Os metais cromados ou niquelados serão limpos com emprego de removedores adequados

Para recuperação do brilho natural;, deverão. após a aplicação dos removedores, ser limpos  à flanela.

8. Vidros

a) A limpeza de manchas e respingos de tintas deverá ser feitas com removedor adequado e palha de aço fina, tomando—se as precauções necessárias a fim de não danificar as partes pintadas das esquadrias e caixilhos.

9. De aparelhos:

a) Sanitários

A limpeza será feita com lavagens dos aparelhos sanitários, assim como peças de acabamentos, com água e sabão, não sendo permitido o uso de água com soluções de ácidos..

b) Aparelhos de Iluminação

Na limpeza dos  aparelhos de iluminação deverão ser usados palha de aço fina, solução fraca de soda  cáustica ou de potassa, e finalmente, água  e sabão.

10.     Ferragens de Esquadrias e Caixilhos

a) Todas as  ferragens de esquadrias  e caixilhos, tais como fechaduras, fechos, cremones, dobradiças, trilhos, carretilhas e outros materiais, deverão ser completamente limpos e livres de marcas e  resíduos de construção, sendo devidamente lubrificados as suas partes móveis de mecânicas, devendo apresentar os movimentos completamente livres.

Arremates Finais

Serão procedidos todos os serviços  destinados aos arremates finais da obra, para a sua  entrega em perfeito estado  tais como  pinturas e decorações revestimentos diversos e pavimentações.

Para cada item construtivo será empregada a técnica,  adequada discriminada para os diversos estágios de construção.

Testes de Funcionamento

a)     Serão procedidos testes para verificação de funcionamento normal de instalações diversas, aparelhos sanitários e iluminação  e  força, assim como tubulações de gás,  vapor, oxigênio e outras especiais.

Desmontagem de Instalações Provisórias

Serão procedidos todos os trabalha necessários às desmontagens de instalações provisórias que foram utilizadas na obra, com desmontagem das torres e andaimes, desmontagem de tapumes, barracões, depósitos, etc.

As instalações provisórias de luz e força, assim como as de gás, telefone e sanitárias de obra, serão desmontadas;

Será providenciada   a arrumação do material possível .para posterior utilizaçao tais como empilhamento de tábuas convenientemente despregadas e livres de ferragens, classificação de tubulações, remanescentes, arrumação do equipamento fixo desmontado, igualmente quanto, à disposição em local adequado  para remoção de  todas as ferramentas equipamentos auxiliares.

Serão devidamente removidos da obra todos os materiais e equipamentos assim como as peças remanescentes e sobras utilizáveis de materiais, ferramentas e  acessórios.

Será, igualmente procedida a  remoção de todo o entulho da obra, deixando-a completamente livre e  desimpedida e todos os resíduos de construção.

Critérios de Medição

As quantidades obtidas, pelos critérios de medição já estabelecidos, para pisos e  revestimentos de limpeza, bem como para vidros  e aparelhas sanitários, serão simplesmente adotadas para os serviços de “limpezas”.

A quantidade de metros  quadrados adotada para vidros subentende, nesse caso, a limpeza nas duas faces dos mesmos.

veja mais artigos

Sobre o Autor

Redação Reforma Fácil
Redação Reforma Fácil

Apresentar tudo que possa facilitar a vida de quem vai reformar, construir ou decorar, ajudando a tornar a empreitada bem sucedida com um grande volume de informações de projetos, produtos, serviços e obras.

Ver Mais Artigos
  1. Leonardo
    junho 24, 15:53 #1 Leonardo

    Boa tarde!

    Qual a referência do conteúdo em questão. Saberia me dizer em qual norma posso encontrar a respeito do assunto tratado?

    Responder este comentário
    • reformafacil
      julho 04, 15:35 reformafacil

      Leonardo,

      Este conteúdo é uma referencia para a maioria das obras e tipos inclusive, não é uma norma, faz parte de denso conteúdo como memorial descritivo de todas etapas de uma obra. Talvez a ABNT, http://www.abnt.org.br/ tenha isso especialmente ao que se refere a segurança.

      Responder este comentário

Adicionar um comentário

Seus dados estarão seguro! O seu endereço de email não será publicado. Outros dados também não serão compartilhados com terceiros.
Todos os campos são obrigatórios.