sexta-feira, maio 27, 2022
InícioArquiteturaBancadas da casa: Arquitetas do Studio Tan-gram explicam quais as dimensões ideais

Bancadas da casa: Arquitetas do Studio Tan-gram explicam quais as dimensões ideais

Agregando beleza ao décor e tornando o dia a dia mais prático, as bancadas em marcenaria modernizam home offices, cozinhas e quartos

Ao longo dos anos, com a tendência dos apartamentos com metragens reduzidas, todo centímetro passou a fazer diferença no resultado do projeto. Afinal, quem não deseja uma casa onde tudo se encaixa perfeitamente? “Hoje em dia, é cada vez mais comum vermos as pessoas interessadas em adaptar suas casas ao seu próprio perfil e estilo de vida. Os móveis precisam trazer funcionalidade máxima para a casa e, ainda, otimizar o espaço da melhor maneira”, explica a arquiteta Monike Lafuente, sócia do escritório Studio Tan-gram ao lado da também arquiteta Claudia Yamada.

Com esta premissa, surgem as bancadas. Trazendo, muitas vezes, modernidade em seu design, as bancadas confeccionadas em marcenaria podem ser designadas para compor ambientes como cozinhas, quartos e espaços de home office e suas medidas variam de um cômodo para outro.

Para não errar no tamanho das bancadas escolhidas, as arquitetas explicam quais as medidas ideais para cada uma delas. Confira e já separe a trena para acompanhar!

Bancadas para refeições

bancadas-da-casa-arquitetas-do-studio-tan-gram-explicam-quais-as-dimensoes-ideais-1Neste projeto, as arquitetas Claudia Yamada e Monike Lafuente montaram uma nova cozinha no terraço do apartamento. Servindo de apoio para a área do churrasco, a ilha recebeu um cooktop e uma bancada, um pouco mais baixa, para acomodar os convidados | Foto: Estúdio São Paulo

As bancadas são mesas lineares, geralmente empregadas com banquetas ou cadeiras mais estreitas, que ficam na cozinha e, em alguns casos, como em ambientes integrados, dividem espaço com a sala. “Elas podem ocupar um espaço pequeno para refeições mais rápidas ou servir como uma pequena mesa de jantar para a família. Tudo depende da metragem disponível no imóvel”, conta Claudia.

Com no mínimo 40 cm de profundidade para acomodar com perfeição o prato, a bancada alta deve ter entre 1 e 1,15 m de altura e devem ser acompanhadas por banquetas, que por sua vez devem apresentar de 0,70 e 0,80 m para acomodar a todos de forma confortável. Para bancadas baixas, a altura é semelhante à de uma mesa tradicional, podendo variar entre 0,75 e 0,80 m, demandando o emprego de cadeiras ou banquetas em alturas convencionais. Nesses casos, as bancadas mais baixas são indicadas para aqueles que pretendem realizar todas as refeições por ali.

bancadas-da-casa-arquitetas-do-studio-tan-gram-explicam-quais-as-dimensoes-ideais-2A bancada deste apartamento ganhou cadeiras em altura convencional, passando a ser uma área gostosa para as refeições | Foto: Nathalie Artaxo

Em ambientes muito pequenos, a especialista reforça a importância da medição correta da bancada para que ela não comprometa a circulação ou prejudique abertura de armários e gavetas. É importante salientar também que as medidas de altura podem variar de acordo com o tamanho e a necessidade dos moradores da casa. “Para pessoas mais altas, por exemplo, há a necessidade de elevar um pouquinho a altura. Com os mais baixos, o caminho é inverso. Assim, todos podem utilizar a bancada confortavelmente”, pontua Claudia.

bancadas-da-casa-arquitetas-do-studio-tan-gram-explicam-quais-as-dimensoes-ideais-3Em cozinhas fechadas e sem espaço para uma bancada central, invista em bancadas fixadas na parede. Elas proporcionam charme e propiciar utilidade para aquele cantinho vazio da cozinha | Foto: Nathalie Artaxo

Outra dica valiosa: não se esqueça de considerar o espaço livre para as pernas. Além das cadeiras, é necessário que a bancada tenha sempre de 40 a 60 cm de altura total para acolher bem os moradores.

Dica: opte por cadeiras ou banquetas que possuam encosto para as costas. Elas são muito mais confortáveis!

Home office

bancadas-da-casa-arquitetas-do-studio-tan-gram-explicam-quais-as-dimensoes-ideais-4Para decidir a bancada ideal do home office, as especialistas orientam analisar os equipamentos de trabalho. Pensando nos moradores que trabalham apenas com notebook, uma versão mais compacta é mais do que suficiente. Todavia, nas profissões em que se faz necessário o uso de mais de um monitor, o projeto precisa considerar uma área compatível para uma funcionalidade efetiva | Foto: Estúdio São Paulo

As medidas para a bancada do home office podem alterar, mas de acordo com a dupla do Studio Tan-gram, a recomendação é executar a marcenaria com 0,75 a 0,80 m de altura, assegurando assim uma ergonomia eficaz para um expediente de 8 horas. No que se refere a profundidade, o parâmetro entre 0,60 e 0,70 m funciona efetivamente. Caso não haja tanto espaço disponível, as especialistas explicam que é possível reduzir a profundidade para até 0,50m. Quanto à largura, considere 1,20m sempre que possível. “É importante que as pessoas tenham 0,80 m livres para conseguirem se movimentar. Com os 0,40 m restantes, podemos fazer um gaveteiro que será super útil no dia a dia”, destaca Monike.

bancadas-da-casa-arquitetas-do-studio-tan-gram-explicam-quais-as-dimensoes-ideais-5Em home offices mais compactos, a bancada em L pode ser uma alternativa para aproveitar todo o espaço disponível! | Foto: Nathalie Artaxo

Bancada para quarto

bancadas-da-casa-arquitetas-do-studio-tan-gram-explicam-quais-as-dimensoes-ideais-6Para este quarto, as arquitetas aproveitaram o espaço ao lado da TV e instalaram uma bancada que servirá como um cantinho de autocuidado para a moradora. O espelho até o teto colabora com a sensação de continuidade do espaço. | Foto: Estúdio São Paulo

A bancada no quarto é fundamental para quem busca um espaço multifuncional. A peça pode servir como aparador para a TV, mesa de estudos, bancada de trabalho e até mesmo como penteadeira. Aqui o padrão de altura utilizado também é de 75 cm com uma média de 80 cm de extensão. Para quartos infantis, bancadas com aproximadamente 60 cm de altura são bem-vindas. Uma outra opção é investir em mesas com altura regulável, assim ela irá acompanhar o crescimento da criança começando com 50cm de altura e chegando até os 75cm.

Sobre Studio Tan-Gram

Tangram é um quebra-cabeça chinês formado por 7 peças geométricas capazes de formar até 5 mil formas diferentes. Inspirado nesta pluralidade, versatilidade e criatividade surgiu o nome do escritório, liderado pelas arquitetas Monike Lafuente e Claudia Yamada. A arquitetura que concebem e acreditam se estrutura na multiplicidade de soluções, adaptabilidade ao usuário-espaço e renovação de conhecimento contínua. São espaços desenvolvidos para o ser humano e, portanto, cada desafio traz uma solução individual.

www.studiotangram.com.br

@studio.tangram

Av. Onze de Junho, n 1070 – Cj. 609 – Vila Clementino, São Paulo – SP, 04041-004

(11) 5571-3304 (WhatsApp)

Redação Reforma Facilhttps://reformafacil.com.br
Nossa missão é apresentar tudo que possa facilitar a vida de quem vai reformar, construir ou decorar, ajudando a tornar a empreitada bem sucedida atravéa de informações sobre projetos, produtos, serviços e obras.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

ARTIGOS POPULARES